Assista: Preso é retirado da cela para ser morto - Blog do Walter Lima

Destaques:

Adsense Abaixo do Cabeçalho

Adsense Início dos Posts

Raynet-telefone-blog-do-walter-lima-anunciar

21 de jul de 2012

Assista: Preso é retirado da cela para ser morto


PORTO SEGURO – Foram divulgadas imagens da câmera do circuito de segurança da Delegacia de Porto Seguro, cidade localizada no extremo sul da Bahia, no dia em que um preso foi espancado dentro da unidade policial. Três policiais civis e o filho de um deles são suspeitos do crime. Todos estão foragidos.

As imagens mostram um dos policiais com um pedaço de madeira na mão explicando para outro policial como foi o espancamento. O vídeo também mostra na sequência, o corpo do detento sendo retirado da delegacia.

As imagens são do circuito interno da delegacia e mostram os policiais no hall de entrada. Eles usam camisa branca e camiseta. O filho de um dos investigadores, que também teve a prisão preventiva decretada, aparece pegando uma chave na mão do pai.

Fotos: Reprodução
Carcereiros retiram preso da sala; Em seguida, dois policiais carregam a vítima desacordada
Em outro trecho do vídeo, os carcereiros aparecem retirando o detento da cela. Mais adiante, um dos policiais aparece com um pedaço de pau na mão conversando com o terceiro policial suspeito de envolvimento no crime. As imagens revelam que eles simulam o que teriam feito com o preso e ainda brincam com a câmera de segurança.

As últimas imagens são de dois policiais carregando a vítima desacordada. A polícia suspeita que ele tenha sido espancado na sala de investigação, onde não há câmera de circuito interno.

O crime aconteceu no dia 14 de julho, quando a vítima, que tinha 20 anos, foi presa. O jovem era suspeito de participar de um assalto com morte, numa relojoaria em Porto Seguro.

O preso morreu por traumatismo craniano. Os quatro suspeitos o deixaram no Hospital de Base de Porto Seguro e depois fugiram.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) informou que dois corregedores estão em Porto Seguro para investigar o caso. A previsão é de que o inquérito policial seja concluído em dez dias.

Com Crato Notícias e
http://www.radar64.com///Por TV BAHIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seus comentários. Cautelosamente apreciaremos para liberação.
Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.

LEIA TAMBÉM:

Receber notícias no e-mail

Adsense Final dos Posts