Parentes de candidatos fichas sujas podem ser impugnados. - Blog do Walter Lima

Destaques:

Adsense Abaixo do Cabeçalho

Adsense Início dos Posts

11 de out de 2012

Parentes de candidatos fichas sujas podem ser impugnados.


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu questionar a substituição dos candidatos a prefeito enquadrados na Lei da Ficha Limpa, avaliar as mudanças como tentativa de burlar a legislação e admitir que a troca de nomes pode gerar impugnações. Esse, pelo menos, é o pensamento do presidente da entidade, Ophir Cavacalcante.


Um levantamento aponta que em todo o Brasil 157 candidatos a prefeito ameaçados pela Lei da Ficha Limpa usaram uma brecha na legislação para chegar ao poder. Desse total, 68 candidatos chamados fichas sujas renunciaram às vésperas das eleições e colocaram como substitutos filho, filha, mulher, neto, irmão, irmã, pai, sobrinho e até uma cunhada.

Entre os parentes que substituíram pais, mães e tios, pelo menos, 33 foram eleitos prefeitos. O presidente nacional da OAB comparou, em entrevista ao Jornal Folha de São Paulo, a transferência de candidatura para familiares como exemplo de uma capitania hereditária e uma tentativa de burlar a legislação eleitoral. Essa atitude, segundo ele, pode embasar a impugnação das candidaturas.

A substituição de candidatos ocorrereu na semana da eleição e, em alguns casos, não houve tempo nem para mudar os registros das urnas. A reportagem do Jornal Folha de São Paulo cita um caso no Ceará: Daniel Queiroz, do PMDB de Beberibe, renunciou e ajudou a eleger "Michele do Daniel".

Outros casos, também, se espalharam, como, em Viçosa do Ceará, onde, a mãe, Silvana, saiu da disputa e elegeu o filho Divaldo Soares prefeito do Município. Silvana estava enquadrada na Lei da Ficha Limpa por tido contas desaprovadas com nota de improbidade administrativa quando era secretária municipal. Vale lembrar que no passado o pai de Divaldo, Evaldo, já havia exercido o cargo de prefeito em dois mandatos.

Do Ceará Agora com informações do Jornal Folha de São Paulo.

Veja a matéria do Jornal Folha abaixo:
Barrados pela Ficha Limpa usam brecha
e elegem familiares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seus comentários. Cautelosamente apreciaremos para liberação.
Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.

LEIA TAMBÉM:

Receber notícias no e-mail

Adsense Final dos Posts