Ciro é acusado de agridir professor em Iguatu - Blog do Walter Lima

Destaques:

Adsense Abaixo do Cabeçalho

Adsense Início dos Posts

Raynet-telefone-blog-do-walter-lima-anunciar

19 de set de 2014

Ciro é acusado de agridir professor em Iguatu

Reprodução
Na chegada ao local de um evento para inauguração de uma escola, alunos da FECLI gritavam para o governador Cid Gomes e questionavam sobre a conclusão da Cidade Universitária e sobre o concurso para a efetivação dos professores na Faculdade de Educação, Ciências e Letras de Iguatu.

Minutos após, alguns alunos que conseguiram entrar, fizeram um rápido protesto, o secretário de saúde, Ciro Gomes, foi em direção aos alunos e este foi o primeiro atrito.  O segundo momento, aconteceu no ginásio coberto, onde cerca de 20 alunos iniciaram um protesto com cartazes e gritos, durante o discurso de Cid Gomes. O governador, afirmou que iria conversar com os manifestantes após a solenidade. VEJA O VÍDEO.

Na saída do ginásio, Cid Gomes vai em direção aos jovens e neste momento, aconteceu o fato que chamou a atenção nas redes sociais e em vários veículos de comunicação, Fernando Roberto, professor de Biologia da FECLI, afirmou que levou um soco do Secretário de Saúde do Ceará. Foi o que postou nas redes sociais “Ciro Gomes acaba de me dar um soco e me ameaçar de prisão”.

Tudo isso aconteceu durante a inauguração da Escola Estadual de Educação Profissional Lucas Emanuel Lima Pinheiro, localizada na Rua Amália Brasil, bairro Vila Moura. Ciro falou ao repórter Alex Santana para explicar o ocorrido.

NOTA DO PROFESSOR
“Hoje aqui no Iguatu estava prevista a inauguração da Escola Profissionalizante. Nós, alunos e professores, da Uece fomos reivindicar a conclusão de nosso Campus e concurso para professor efetivo. Eu e outro professor e alguns alunos chegamos cedo e conseguimos entrar. Todos os outros foram barrados (inclusive o diretor da FECLI que estava com um convite). Pois bem, na chegada do governador, os alunos puxaram uma vaia e nesse momento o Ciro virou e eu fui o primeiro que ele viu. Veio em minha direção  enfurecido, me deu um soco na barriga e disse que se eu continuasse me prenderia. Depois passou o tempo inteiro olhando em minha direção e me chamando de fascista. Mas para ser sincero o soco foi com a intenção que eu reagisse e aí sim causasse uma confusão; não foi nada que me machucou. No entanto, considerando a posição dele, é algo lamentável.”   

As informações são do site iguatu.net

LEIA TAMBÉM:

Receber notícias no e-mail

Adsense Final dos Posts