Notícias Senador Pompeu: Justiça condena pai e filho a 33 anos de prisão pela morte da auxiliar de escritório Jeane Magalhães Pimenta - Blog do Walter Lima

Destaques:

Adsense Abaixo do Cabeçalho

Adsense Início dos Posts

13 de jun de 2018

Notícias Senador Pompeu: Justiça condena pai e filho a 33 anos de prisão pela morte da auxiliar de escritório Jeane Magalhães Pimenta

Notícias Senador Pompeu: A justiça através da comarca de Senador Pompeu, do tribunal do juri realizado no dia 12 de junho 2018, presidido pelo Juiz da Comarca de Senador Pompeu, Dr. Wildemberg Ferreira com membros do Ministério Público do Estado do Ceará, promotoria de Justiça de Senador Pompeu, seu representante promotor de justiça Dr. André Barroso condenou JOSÉ MARIA PINHEIRO, de 63 anos, e seu filho MOISÉS ANTONIO GURGEL PINHEIRO, advogado de 40 anos, a 16 anos e seis meses de prisão cada, pela morte da auxiliar de escritório, Jeane Magalhães Pimenta. 
O escritório onde Jeane foi morta no dia 1º de Junho de 2016. Foto Walter Lima 
Pessoal
Segundo a Polícia e Ministério Público do Ceará, Jeane, de 39 anos, foi assassinada a golpes de faca no escritório onde trabalhou por quase 20 anos pelo empresário e seu filho, que eram inquilinos de seu patrão. O crime aconteceu na sede do escritório no dia 1º de junho de 2016, do final da tarde início da noite. As primeiras informações foram noticiadas pelo Blog do Walter Lima que levantou mistério e chocou o Ceará( Imagens enterro).

Conforme a investigação e testemunhas, amigos e familiares Jeane era uma pessoa bem reservado, não tinha vida social e seu percurso era de casa para o trabalho. Responsável por manter contatos do trabalho do escritório, ela cobrava alugueis de imóveis,  entregava e administrava os contratos, inclusive o contrato do prédio onde funcionava a Churrascaria Sabor Nordestino. Não ficou claro o que teria motivado o crime, mais para a justiça o ponto que liga os condenados a vítima era os contratos e os debitos dos alugueis (ou aluguel). 

A investigação bem sucedida coordenada à época pelo então delegado Dr. Jefersson Custódio e toda polícia Civil, com ajuda das câmeras de segurança e da inteligência de cada membro da Polícia, advogados e justiça ajudaram a desvendar o mistério.

O julgamento que teve início por volta às 09:00 da manhã de terça-feira,12 com término por volta de 00:00 de quarta-feira, 13 era muito esperado pela população do município de quase 27 mil habitantes. O juri popular contou com a participação dos advogados de acusação e defesa, auxiliares de ambas as partes, membros da sociedade, da família da vítima, das policias Civil, Militar, judiciária, membros da justiça do Estado do Ceará e  da população que assistiu os procedimentos da justiça através na Câmara Municipal de Senador Pompeu.

Divulgação Justiça 
JOSÉ MARIA PINHEIRO, de 63 anos, e seu filho MOISÉS ANTONIO GURGEL PINHEIRO, advogado de 40 anos, ambos foram condenados por homicídio qualificado a 16 anos e 6 meses cada um e, conforme a sentença, segundo o Ministério Público devem cumprir a pena em regime inicialmente fechado. Cabe recurso da decisão, mas os agora condenados, que estão presos preventivamente, não poderão apelar em liberdade.

O juiz da Comarca de Senador Pompeu Dr. Wildemberg Ferreira conversou com o jornalista Walter Lima para o Blog do Walter Lima e jornal de Meio dia da FM Humaitá, no final do julgamento. Ouça! 

Notícia atualizada às 12:23

Apoia nosso trabalho:




Apareça aqui no blog!

Siga no facebook e acompanhe vídeos e transmissões 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seus comentários. Cautelosamente apreciaremos para liberação.
Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;
Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.

LEIA TAMBÉM:

Receber notícias no e-mail

Adsense Final dos Posts